A trajetória de Natalia da Silva Tung na King!

A suzanense Natalia da Silva Tung, 33, casada e mãe da adolescente Agatha, conta sua trajetória na King Contabilidade.

 

A colaboradora Natalia comenta que no ano de 2005 concluiu o ensino médio, mas com a chegada da Agatha, sua filha, não deu continuidade aos estudos, priorizando a maternidade. Em 2018 decidiu iniciar sua graduação em Ciências Contábeis na UNICSUL.

 

Estou muito orgulhosa, afinal, este ano consagro uma grande realização, a graduação em Ciências Contábeis”.

 

Outro fato que não poderia deixar de ser ressaltado é a busca pelo conhecimento, Tung relata diversos cursos de especialização: Auxiliar de Escrita Fiscal, Assistente Fiscal, Analista Fiscal, Coordenador/Consultor Tributário, Tributação Internacional, Planejamento Tributário, Substituição Tributária, entre muitos outros. Ela cita a famosa frase de John Kenndey: “Quanto mais aumenta nosso conhecimento, mais evidente fica nossa ignorância”. Portanto, é necessário buscar o conhecimento de forma contínua.

 

Em abril de 2010 iniciou a sua trajetória na King, ingressando no cargo de Auxiliar de Escrita Fiscal, permanecendo durante 2 anos neste cargo. Em 2012 assumiu a função de Assistente Fiscal, e 2014 assumiu a função de Analista Fiscal, seu cargo atual.

 

Meu sentimento é único, “Gratidão” pelas pessoas que passaram pela minha trajetória e contribuíram para minha evolução profissional, destaco Josefina Nascimento, ex gerente do departamento fiscal e pessoa responsável pela minha contratação. Nosso grande mentor Hatiro Shimomoto, e claro Patricia Nobre, atual gerente, o próprio nome já diz tudo, “Nobre”, é assim que nossa gerente nos direciona diariamente com generosidade”, relata Natalia Tung.

 

Já com relação à pandemia, comenta que o maior desafio enfrentado por grande parte das pessoas foi a questão emocional. Para amenizar o impacto ela conta: “Aqui em casa minha família foi contemplada com a SKYE, nossa filha de 4 patas, que nos trouxe muita alegria e serenidade”.

 

E como de costume indagamos qual seu hobby, momento de descobrimos uma roqueira nata, afinal seu estilo musical justifica sua personalidade forte e marcante. Cita um verso da música Primeiros Erros, de Kiko Zambianchi, regravada pela banda Capital Inicial: “Meu destino não é de ninguém e eu não deixo os meus passos no chão”…

 

E o Futuro?

 

“Vejo o futuro como uma longa escada, cada dia alcanço um degrau de forma consciente. Evolução e aprendizado são os alicerces da minha vida profissional”.

Natalia da Silva Tung

Temporada do leão

Temporada do leão

Neste ano o Fisco disponibilizará o programa do Imposto de Renda 2021, que é necessário para realizar a declaração pelos contribuintes, somente a partir das 8h do dia 1 de março, no primeiro dia de entrega da declaração, podendo ser entregue até o dia 30 de abril.

O contribuinte dispõe agora de mais vantagens com a declaração pré-preenchida [na qual os contribuintes precisam apenas confirmar a maior parte das informações] e com o rascunho do IR.

A entrega da declaração do Imposto de Renda 2021 poderá ser feita pela internet, com o programa de transmissão da Receita Federal (Receitanet), online (com certificado digital), na página do próprio Fisco, ou por meio do serviço “Fazer Declaração” – para tablet e smartphone, como já aconteceu no ano passado.

Se o contribuinte entregar depois do prazo ou ter obrigatoriedade e não declarar, terá de pagar multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido nela calculado, ainda que integralmente pago, ou uma multa mínima de R$ 165,74.

Quem deve declarar

  • Receberam rendimentos tributáveis (como salários e aluguéis), cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70.
  • Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (por exemplo: indenizações trabalhistas, caderneta de poupança ou doações) em valor superior a R$ 40 mil.
  • Obtiveram, em qualquer mês, ganhos na venda de bens ou direitos sujeitos à incidência de Imposto de Renda, como imóveis vendidos com lucro.
  • Realizaram operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas (investimentos).
  • Tiveram, em 2020, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural.
  • Tinham, em 31 de dezembro de 2020, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil.
  • Passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e, nessa condição, encontravam-se em 31 de dezembro de 2020.

Confira a tabela de dedução:

Base de Cálculo Alíquota Dedução
de 0,00 até 1.903,98 isento R$ 0,00
de 1.903,99 até 2.826,65 7,50% R$ 142,80
de 2.826,66 até 3.751,05 15,00% R$ 354,80
de 3.751,06 até 4.664,68 22,50% R$ 636,13
a partir de 4.664,68 27,50% R$ 869,36

  

Para a declaração do IR anual há uma tabela. Depois de feitos todos os lançamentos, a tabela da base de cálculo dos rendimentos tributáveis a ser usada pelo sistema da Receita Federal é a seguinte:

Base de Cálculo Alíquota Dedução
Rendimentos anuais até 21.453,24 isento R$ 0,00
de R$ 21.453,24 a R$ 32.151,48 7,00% R$ 1.608,99
de R$ 32.151,49 a R$ 42.869,16 15,00% R$ 4.020,35
de 42.869,17 a R$ 53.565,72 22,5% R$ 7235,54
Acima de 53.565,72 27,5% R$ 9.313,83

O importante é que o contribuinte antecipe o envio da sua declaração juntando todos os comprovantes devidos e não deixe escapar nenhuma informação importante, assim evitamos a costumeira correria dos escritórios de contabilidade e a desagradável Malha Fina.

 

Dê preferência e faça a sua declaração de imposto de renda com um contador especialista.

KING CONTABILIDADE

Autônomo e Facultativo, terão novo valor para contribuir ao INSS

Acompanhe as faixas de salário de contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) dos Trabalhadores, Empregados, Domésticos e Trabalhadores Avulsos. 

 

O salário de contribuição a partir de 01/2021, será de R$ 1.100,00, igual ao novo salário mínimo nacional. O teto do salário de contribuição, por sua vez, passa a ser de R$ 6.433,57. O salário benefício pago pelo INSS, não poderá ser inferior ou superior a estes valores.

 

  • até R$ 1.100,00, contribuição de 7,50% 
  • até R$ 2.203,48, contribuição de 9,00% 
  • até R$ 3.305,22, contribuição de 12% 
  • até R$ 6.433,57, contribuição 14%

 

Por exemplo: um trabalhador que ganha R$ 1.500 mil pagará 7,5% sobre R$ 1.100 (R$ 82,50), mais 9% sobre os R$ 400 que excedem esse valor (R$ 36), totalizando R$ 118,50 de contribuição.

 

Aqueles que recebem salário superior ao teto de R$ 6.433,57, contribuirão com valor de R$ 751,99. Isso ocorre porque, a contribuição é limitada ao teto da Previdência Social.

 

Os contribuintes autônomos e facultativos devem observar os novos limites de salário de contribuição de R$ 1.100, 00 (mínimo) e R$ 6.433,57 (máximo), para realizarem suas contribuições ao INSS.

 

O autônomo que presta serviços para empresas, cooperativa de produção e a outro contribuinte individual, a produtor rural pessoa física, a missão diplomática ou repartição consular de carreiras estrangeiras, deve contribuir com 11% sobre a remuneração auferida, em face da redução de 45%. Já os autônomos que prestam serviços para pessoas físicas e a entidade beneficentes de assistência social isenta das contribuições sociais, o percentual é de 20%.

 

Para o contribuinte facultativo, a alíquota de contribuição será de 20% sobre o salário de contribuição declarado ou ainda de 11% no caso de exclusão do direito ao benefício da aposentadoria por tempo de contribuição.

 

KING CONTABILIDADE

Covid-19 e o Trabalho

Em dezembro, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho publicou a Nota Técnica (NT) nº 56376/2020/ME , que esclarece quando a Covid-19 é considerada doença de trabalho. Destinado a orientar a concessão de benefícios, o documento também serve de referência aos empregadores.

De acordo com a NT, a Covid-19 é considerada como doença ocupacional sempre que estiver relacionada diretamente ao trabalho ou às condições em que é realizado, como no caso de um profissional da saúde que trabalhe na linha de frente do combate à pandemia. Também será reconhecida como acidente de trabalho quando o empregado se contaminar ao exercer suas funções. Neste caso, o empregador precisa emitir a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) até o primeiro dia útil seguinte ao da constatação do contágio.

O esclarecimento trazido pela NT é importante para as empresas por determinar a necessidade de nexo entre a contaminação do trabalhador e o exercício profissional. Dessa forma, o impacto da pandemia no Fator Acidentário de Prevenção fica restrito aos casos em que o contágio do empregado ocorreu efetivamente no local de trabalho.

Importante ressaltar, que os empregadores devem ter regularizadas as normas regulamentadoras de medicina e segurança do trabalho, tais como a norma regulamentadora nº 05 (CIPA – comissão interna de prevenção de acidentes), que cuidará de todos os procedimentos relacionados aos protocolos para prevenção da covid-19), nº 07 (PCMSO – programa de controle médico e saúde ocupacional), nº 09 (PPRA – programa de prevenção de riscos ambientais), dentre outras, de acordo com a atividade da empresa.

As empresas devem ter um técnico de segurança ou engenheiro de segurança que será responsável pelos laudos de segurança e um médico do trabalho, que será responsável pelos laudos médicos e exames admissionais, periódicos e demissionais. Tais serviços poderão ser terceirizados com empresas especializadas nas atividades de segurança e medicina do trabalho.