Está aberta a
temporada da
declaração do
Imposto de
Renda 2021.



Está aberta a
temporada da
declaração do
Imposto de
Renda 2021.

Podemos te ajudar com sua declaração de Imposto de Renda.

Preencha os dados que entraremos em contato com você:

Você prefere conversar por:










A falta de informação ou conhecimento geram muitas dúvidas na cabeça dos brasileiros, e é por isso que a King Contabilidade disponibiliza de uma equipe de especialistas em Imposto de Renda para assessorar a sua entrega do começo ao fim.

FIQUE ATENTO

FIQUE ATENTO

Quem é obrigado entregar a declaração, as pessoas físicas que:

Que receberam, no ano de 2020, rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70;

Que receberam, no ano de 2020, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00 mil;

Que, em qualquer mês do ano passado, tiveram ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeitos à incidência do imposto, ou fizeram operações em Bolsas de Valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

Que, em 31/12/2020, tinham a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00;

Quem optou pela isenção do IR sobre o ganho de capital resultante da venda de imóvel residencial, cujo valor foi usado para a compra de outro imóvel residencial no Brasil, num intervalo de 180 dias, contados da assinatura do contrato;

Que passou a residir no Brasil em qualquer mês e se encontrava nesta condição em 31/12/2019;

Aquele que exerce atividade rural, desde que tenha obtido receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 ou queira compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2019.



Quem é obrigado entregar a declaração, as pessoas físicas que:



Que receberam, no ano de 2020, rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70;

Que receberam, no ano de 2020, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00 mil;

Que, em qualquer mês do ano passado, tiveram ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeitos à incidência do imposto, ou fizeram operações em Bolsas de Valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

Que, em 31/12/2020, tinham a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00;

Quem optou pela isenção do IR sobre o ganho de capital resultante da venda de imóvel residencial, cujo valor foi usado para a compra de outro imóvel residencial no Brasil, num intervalo de 180 dias, contados da assinatura do contrato;

Que passou a residir no Brasil em qualquer mês e se encontrava nesta condição em 31/12/2019;

Aquele que exerce atividade rural, desde que tenha obtido receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 ou queira compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2019.




Converse agora mesmo com nossos especialista

Documentos necessários para fazer a declaração de IRPF 2021

Declaração e recibo do ano 2020;

Dados pessoais completos, como CPF, título eleitoral, comprovante de endereço, telefone, e dados referentes a cônjuge e dependentes;

Comprovantes de rendimentos: salário, pró-labore, distribuição de lucros, recebimentos de juros, aposentadoria e aluguel;

Comprovantes de despesas médicas (recibos ou cópia de cheques), convênios de saúde e gastos com aparelhos ortopédicos e próteses;

Comprovantes de contribuição a previdências privadas;

Comprovantes com despesas de instrução pré-escolar, escolar, cursos técnicos, especialização, pós-graduação, mestrado e doutorado;

Comprovantes de aluguéis pagos;

Comprovantes de compra/venda de bens móveis ou imóveis, como carros, motos, terrenos, casas e apartamentos;

Extratos de financiamento de imóveis e de consórcios;

Extratos bancários anuais de contas correntes, aplicações financeiras e cadernetas de poupança.




Documentos necessários para fazer a declaração de IRPF 2021

Declaração e recibo do ano 2019;

Dados pessoais completos, como CPF, título eleitoral, comprovante de endereço, telefone, e dados referentes a cônjuge e dependentes;

Comprovantes de rendimentos: salário, pró-labore, distribuição de lucros, recebimentos de juros, aposentadoria e aluguel;

Comprovantes de despesas médicas (recibos ou cópia de cheques), convênios de saúde e gastos com aparelhos ortopédicos e próteses;

Comprovantes de contribuição a previdências privadas;

Comprovantes com despesas de instrução pré-escolar, escolar, cursos técnicos, especialização, pós-graduação, mestrado e doutorado;

Comprovantes de aluguéis pagos;

Comprovantes de compra/venda de bens móveis ou imóveis, como carros, motos, terrenos, casas e apartamentos;

Extratos de financiamento de imóveis e de consórcios;

Extratos bancários anuais de contas correntes, aplicações financeiras e cadernetas de poupança.



Ainda tem dúvidas?

Ainda tem dúvidas?

Agende agora o seu IRPF 2021