A alimentação e o verão

A alimentação e o verão

A King Contabilidade conversou com Bianca Umbelino de Souza, Nutricionista Clínica pela UERJ, Pós-graduada em Nutrição Oncológica pelo INCA e em Fitoterapia Funcional pela UNICSUL e Colunista da IMF Mieloma sobre verão e alimentação adequada. 

Os brasileiros são extremamente vaidosos, e a busca incessante por um padrão de beleza se acentua com a chegada do verão, mas algumas questões importantes acabam sendo negligenciadas como no caso a alimentação nestes dias quentes. 

Nos dias quentes ocorre maior perda de líquidos e minerais, devido ao aumento da temperatura corporal e transpiração excessiva, portanto é importante que antes de sentir sede já haja a manutenção da hidratação. O consumo ideal é de pelo menos 2,5 litros de água e líquidos por dia, aproveite a água de coco, água saborizadas com frutas e ervas, chás e sucos naturais, sempre lembrando de aumentar a ingestão de acordo com o clima e o tipo de atividade/passeio e optar por frutas, nos lanches e passeios por serem mais refrescantes, apresentarem um bom teor de água e por possuírem uma complexidade de nutrientes ótimos para manutenção da saúde e reposição do que foi perdido.  

Uma alimentação saudável se consegue com variedade de alimentos naturais, com consciência e atenção ao ato de se alimentar, evitando os excessos. Dessa forma, escolher ou preparar saladas bem coloridas e com variedade de vegetais, sempre bem higienizados e acompanhadas por molhos caseiros como, por exemplo, mix de folhas, com molho de: mostarda e iogurte natural, suco de limão, alho, sal, pimenta e azeite.

Preferir sobremesas e sucos com frutas ou as próprias, optando por preparações mais leves, de preferência com aves e peixes, lembrando que a proteína animal pode ser substituída pelo vegetal (feijões, grão de bico, soja, entre outros). Nos lanches evitar frituras e industrializados como biscoitos, pães, doces e bebidas açucaradas, troque por castanhas, frutas e sucos naturais, preparações como tapioca e “pão de frigideira de aveia”, como recheio refrescante guacamole, caponata de beringela, creme de ricota temperado ou pastinha de frango e atum com creme de ricota são opções melhores. 

Uma das preocupações mais frequentes no verão é o cuidado, o preparo e a conservação dos alimentos, principalmente os vegetais e as carnes. A alta temperatura facilita a proliferação de fungos e bactérias. Estar atento para a conservação desses alimentos e das embalagens já no local da compra, além de evitar submeter esses alimentos as variações de temperatura.

Em casa, é recomendado armazenar as carnes separadamente, de preferência em embalagens com as porções que serão consumidas, uma vez que o recongelamento não é ideal; sempre que possível deixar esses itens descongelando na geladeira de um dia para o outro ou utilizar o micro-ondas. Os vegetais e frutas devem ser higienizados com hipoclorito e caso parte de um desses esteja iniciando a decomposição, não reaproveitar, pois, os microrganismos já se espalharam por todo o alimento e podem causar intoxicação; observar se a fruteira ou gaveta da geladeira tem mais algum item se decompondo, higienizar o local e os alimentos íntegros. Manter a geladeira e o freezer ou congelador, sempre limpos, pois isso também influenciará na conservação dos alimentos. 

A ansiedade é um sentimento desagradável de medo ou apreensão, o Brasil possui a maior taxa de transtorno de ansiedade, cerca de 9,3% da população sofre desta doença. Dependendo do nível de ansiedade, vários prejuízos são ocasionados tanto mental quanto físico. 

Uma alimentação balanceada fornece vitaminas e minerais responsáveis pela manutenção do organismo como um todo, incluindo a produção de hormônios, como a Serotonina e a Melatonina, controlando por outro lado a produção dos hormônios do estresse como Cortisol e Adrenalina, além da ação na microbiota e função intestinal. O triptofano, o ômega 3, o magnésio, as vitaminas do complexo B e D, são os principais nutrientes que auxiliam no controle da ansiedade. Vale lembrar, que uma vez que a ansiedade está instalada é importante o diagnóstico para avaliação do uso de medicação ou acompanhamento psicológico juntamente com a alimentação e um estilo de vida ativo para otimizar o tratamento. 

Você sabia que existem alimentos que evitam a ansiedade? 

Alimentos que possuem aminoácidos como o triptofano são ideias para combater a ansiedade destacamos: leite, ovo, carnes, frutos do mar,  batata, couve-flor, beringela, soja, brócolos, tomates, banana, kiwi, cereais integrais e nozes. 

Vitaminas como as do complexo B: carne vermelha, ovo, leite e derivados ,vegetais verdes, feijão e lentilha 

Vitamina D: gema de ovo, óleos de peixes, alimentos fortificados como soja, leite de vaca e cereais, além da exposição a luz solar 

Minerais como o magnésio (Castanhas, nozes, amendoim e cação), que estão relacionados a produção de neurotransmissores.  

Assim, é ideal acrescentar esses alimentos a rotina alimentar, evitando os alimentos industrializados, ricos em açúcares, sal e farinhas refinadas, como por exemplo: usar farelo de aveia, sementes de linhaça ou chia e as castanhas nas farofas, saladas, frutas e iogurtes, seria interessante.  

Garanta seu verão com saúde através de uma alimentação saudável!

Bianca Umbelino de Souza

Instagram: @umbelino.nutri

Pronto para Crescer? Conte com a Gente!

Estamos anciosos em falar com você, entender sua necessidade e conseguirmos te ajudar a evoluir o seu negócio. Entre em contato conosco agora mesmo e ficaremos felizes em retornar o seu contato.

    Tabela de Conteúdo