PPR x PLR: entenda as diferenças entre as duas modalidades e como implantar a que melhor se adequa a sua empresa!

ppr x plr

PPR x PLR: entenda as diferenças entre as duas modalidades e como implantar a que melhor se adequa a sua empresa!

A participação nos lucros da empresa é um fator motivacional extremamente significativo dentro de uma organização. Nesse contexto, o Programa de Participação nos Resultados (PPR) e a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) são duas modalidades usadas para recompensar os colaboradores, fazendo deles parceiros nos resultados do negócio e ajudando a aumentar o engajamento e a produtividade. 

A lei 10.101, de 19 de dezembro de 2.000, regulamentou os benefícios e estabeleceu as particularidades de cada uma das modalidades, gerando critérios para a escolha da mais adequada em cada situação. 

O que são o PPR e a PLR? 

São dois benefícios importantes que as empresas podem oferecer às suas equipes de trabalho. Ambos têm em comum o fato de reconhecer os colaboradores como parceiros da organização, recompensando-os com uma porcentagem dos resultados adquiridos em determinado período. 

A concessão do PPR e da PLR é obrigatória, de acordo com a lei que as regularizou, mas representa um grande diferencial competitivo na atração e na retenção de talentos. Caso a empresa escolha adotar a prática, deve concedê-la a todos os colaboradores, independentemente do cargo ou função. 

Quais são as diferenças entre o PPRxPLR? 

O Programa de participação nos resultados visa recompensar os colaboradores quando as metas e objetivos de produção, vendas e serviços estipulados para determinado período são alcançados. Assim, essa modalidade está relacionada à produtividade, meta global, meta por departamento, meta individual e não ao lucro da empresa. Para a medição das metas individuais, uma das ferramentas que pode ser utilizada é a Avaliação de Desempenho; para metas departamento e global, a Pesquisa de Clima Organizacional e Pesquisa de Satisfação junto aos seus clientes e fornecedores.  

O valor combinado pelo atingimento das metas deve ser repassado aos colaboradores sem sofrer interferência da porcentagem de lucro obtida no período. 

Já a Participação nos Lucros e Resultados, como o próprio nome sugere, tem seu valor estabelecido com base nos resultados finais. Portanto, só é concedida quando a empresa obtém lucros significativos sobre a produção de determinado período. 

Podemos concluir, a partir de então, que a PLR é uma opção mais segura para a empresa, que só terá que pagá-la a partir de ganhos obtidos, não correndo o risco de precisar arcar com o benefício no caso de uma crise que interfira nos resultados, mesmo com um bom desempenho no período acordado.  

Portanto, é preciso analisar o fator motivacional das duas modalidades e fazer uma boa pesquisa para avaliar a viabilidade de ambas. Esse processo é necessário para decidir qual delas será melhor para a empresa, seus colaboradores e seus resultados. 

Quais são os benefícios do PPR e da PLR? 

Para ajudar você a entender qual modalidade de premiação será mais eficaz na sua organização, veja algumas vantagens que ambas podem oferecer: 

PPR

O Programa de Participação nos Resultados gera as seguintes condições: 

  • Aumenta a competitividade para atingimento das metas; 
  • Aumenta a motivação para o trabalho; 
  • Promove melhorias no processo produtivo; 
  • Melhora a eficiência da produção; 
  • É isento de encargos trabalhistas tais como INSS e FGTS, mas tem tributação de imposto de renda. 

PLR 

A Participação nos Lucros e Resultados gera as seguintes condições: 

  • Aumenta a motivação para o trabalho; 
  • Melhora o nível de satisfação e o clima organizacional; 
  • Reduz a rotatividade e atrai os melhores talentos; 
  • Só é paga quando a lucratividade é assegurada; 
  • É isenta de encargos trabalhistas tais como INSS e FGTS, mas tem tributação de imposto de renda. 

Como implementar esses benefícios na sua empresa? 

O ponto mais importante de toda implementação de benefícios é o planejamento, que deve ser realizado passo a passo para garantir que o investimento valha a pena. É preciso uma comissão composta por representantes dos empregados e dos empregadores e com acompanhamento de pelo menos um representante sindical. 

Também é imprescindível a clareza em relação às informações e oportunidades para uma negociação justa, de modo que cada detalhe seja ajustado. Isso deve ser feito até chegar a um consenso sobre as condições para o recebimento do benefício e dos valores combinados. 

Vale a pena cuidar para que a estratégia seja bastante atrativa aos colaboradores. Assim, eles desenvolvem o senso de pertencimento para com a organização e trabalham visando o crescimento dos negócios de forma sustentável, aumentando a sua competitividade no mercado. 

Também, é importante mencionar que, considerando o período acordado para pagamento do PLR ou PPR, todos os colaboradores, previstos no acordo, deverão receber o valor pelo intervalo trabalhado.  

A periodicidade do pagamento pode ser semestral ou anual e deve ser acordada no programa.  

Leia também outros conteúdos completos como esse no blog da nossa empresa de contabilidade Grupo King.

Pronto para Crescer? Conte com a Gente!

Estamos anciosos em falar com você, entender sua necessidade e conseguirmos te ajudar a evoluir o seu negócio. Entre em contato conosco agora mesmo e ficaremos felizes em retornar o seu contato.

    Tabela de Conteúdo