Empresas estão de olho nas Soft skills de seus colaboradores

Em um mundo globalizado, as empresas evoluem, avançam e trazem mudanças. A tecnologia até agiliza as metodologias, mas os colaboradores são humanos, onde requer um olhar mais criterioso na hora da contratação. Fazer contratações pela Soft skills dos futuros colaboradores tem sido uma tendência dos gestores de RH das empresas. As soft skills são as habilidades e competências relacionadas ao comportamento humano.

Para garantir resultados mais assertivos, os gestores de RH estão cada vez mais buscando no mercado algumas Soft skills em seus recrutados: que são capacidades sociais, emocionais e mentais próprias de cada indivíduo, fazendo parte de sua personalidade e comportamento.

Um outro termo que também vem sendo usado é a Hard skills, que já vem no currículo, que são habilidades técnicas e não de comportamento, como: fluência em algum idioma, pós-graduação, cursos, domínio em ferramentas etc. Para este, os futuros colaboradores já trazem ou, podem adquirir através de treinamento. O reconhecimento e ampliação das capacidades são tão importantes quanto ter uma formação específica na área de atuação. Pois dependendo do tipo de tarefa a ser realizada, o peso da Soft Skills será maior na hora da contratação. Para quem ainda não começou a trabalhar seu desenvolvimento pessoal, sua inteligência emocional, deve treinar tanto na empresa como em situações do cotidiano e, sempre que possível conseguir um feedback das pessoas próximas.

Mesmo para quem já trabalha e para quem está começando, o importante é reconhecer e ampliar suas capacidades. Trataremos de algumas habilidades que podem ser desenvolvidas entre outras, analise sua inteligência emocional e veja onde pode ser melhorado:

  • Comunicação eficaz: se comunicar não é só se expressar, é a capacidade de se fazer entender de forma clara e eficaz. Saber ouvir e transmitir ajuda na sua produtividade.
  • Organização e planejamento: é dar eficiência e qualidade ao trabalho, isso diminui erros de desatenção.
  • Flexibilidade e resiliência: o mercado de trabalho tem exigido cada vez mais de seus colaboradores a capacidade de adaptação às mudanças e adversidades.
  • Trabalhar sobre pressão: conseguir rendimentos e bons resultados em situações desafiadoras e inesperadas, saber controlar o estresse.
  • Colaboração: várias cabeças trabalhando juntas rendem muito mais. Saber trabalhar em grupo é essencial.
  • Empatia: é se colocar no lugar do outro, tratar a todos com educação, respeito e principalmente quando existe algum tipo de situação adversa.
  • Ética: envolve valores individuais e coletivos que se desenvolve ao longo da vida, mas que é primordial no dia a dia no trabalho, ela é a sustentação de outras Soft skills

 

Existem outras Soft skills que não foram citadas, mas que podem ser descobertas dentro da empresa e na vida pessoal, é só procurar onde pode ser melhorado. Mas uma coisa é certa, o QI pode garantir o  emprego, a inteligência emocional garante a promoção e a falta de inteligência emocional pode trazer a demissão.

 

 

 Alessandra Rocha , gerente de RH da King Contabilidade